A ética e a moral aplicada na criação dos filhos

“É necessário cuidar da ética para não anestesiarmos a nossa consciência e começarmos a achar que tudo é normal.

(Mario Sergio Cortella)

 

Falar sobre ética e moral não é fácil, pois são questões bastante latentes, complexas e muito importantes em nossas vidas. E dedicar um tempo para refletirmos sobre esses conceitos e como estão presentes em nosso cotidiano é sempre um exercício muito valioso e positivo para nós.

Certa vez, ministrei um treinamento sobre esses conceitos de ética, moral e valores. Para tentar deixar mais claro a definição de cada um desses pontos, utilizei uma analogia, ou seja, fiz uma associação dos conceitos com algo comum e de fácil entendimento para as pessoas. Para isso, fiz uso da imagem de um navegador que pilotava seu barco. Era somente ele e barco. A única coisa que ele conseguia ver ao seu redor era a imensidão azul do mar. Não havia nenhum porto próximo e ele precisava chegar a terra firme, já que sua família o esperava e seus suprimentos de viagem não durariam por muito mais tempo. Para conseguir isso, além de colocar em prática seus conhecimentos de navegação, como utilizar o timão, as velas e o vento a seu favor, ele precisava ter referências sólidas que o guiassem para a direção que deveria seguir para chegar a seu destino. Essas referências podem ser uma bússola, o nascer ou do pôr do sol ou a luz das estrelas. Eles são norteadores que o ajudariam a analisar o trajeto e tomar decisões que o levariam ao encontro daquilo que desejava.

Essa simples narrativa, na verdade, fala um pouco de nós.

– O mar é a vida, cheia de incertezas, desafios e tempestades, mas que ao mesmo tempo é rica em bênçãos.

– O barco representa tudo aquilo que utilizamos para alcançar nossos objetivos, nossos recursos materiais, nossas ferramentas de trabalho ou nossas competências e habilidades que são imateriais, mas são importantíssimas para efetivamente realizarmos o que desejamos.

– A bússola, a luz do sol e das estrelas são nossos norteadores, ou seja, são aquilo que nos dá uma direção, indicando o caminho a seguir e nos ajudando a tomar decisões.

Podemos incluir também entre esses norteadores a ética e a moral. São elas que norteiam as nossas escolhas e moldam a forma como devemos nos comportar e agir em um grupo ou na sociedade. Contudo, não adianta ter um belo barco se não se sabe como e para onde ir. Ter essas referências ajuda o navegador a enfrentar o mar. Aqui, elas são, como a ética e a moral, os valores e as crenças que carregamos e, sinceramente, são as coisas mais importantes na vida de qualquer pessoa. São eles que determinam uma parte de quem nós somos e são a base para os nossos pensamentos e as nossas atitudes. E é isso o que você deixa para seus filhos de mais precioso.

Mas, para seguir, vamos analisar os conceitos de valor, ética e moral, pois os três estão muito relacionados.

Esclarecendo as diferenças

Para muitos de nós os termos ética e moral possuem o mesmo significado. Apesar disso, é possível distinguir cada um deles de maneira bem simples. “Moral” refere-se a tudo que está de acordo com os bons costumes e com as regras de comportamento legitimadas por alguém ou por uma comunidade com base em valores, princípios. Já a “ética” pode ser considerada como a reflexão desses três pontos (regras, valores e princípios). Ética é a teoria, a moral é a prática.

Altiva Foco em Pessoas

 De forma bem direta, a moral está relacionada à dimensão do dever e à busca da seguinte pergunta: ”como devo agir?”; por outro lado, a ética diz respeito à reflexão ”que vida quero viver?”. Com isso, fica claro que a ética é o estudo filosófico da moral, e esta última representa o conjunto de normas aceitas, livre e conscientemente que regulam o comportamento individual ou social das pessoas, sendo a razão que leva qualquer um a agir.