Os pilares da Incubadora de Pais – Altiva Foco em Pessoas

“A grandeza do homem é construir-se a si mesmo.” (G. Normand)

No primeiro texto, apresentamos, em linhas gerais, qual é a proposta do programa Incubadora de Pais da Altiva Foco em Pessoas. Essa semana, vamos delinear um pouco mais sobre os três pilares sustentam a base na construção e estruturação do programa.
Como já eu já disse, a proposta da Incubadora de Pais é abrir um espaço de reflexão e conhecimento para auxiliar pais e mães a se autodesenvolverem como seres humanos, para que, assim, eles possam transformar também suas condutas, seus comportamentos e suas atitudes dentro do lar. A ideia principal é a de que, mudando a nós mesmos, mudaremos o nosso entorno. E por ser um processo voltado para o desenvolvimento pessoal, exige uma predisposição do indivíduo para transpor os limites, ou seja, só acontece se houver vontade própria.
Nesse sentido, para embasar os recursos que irão auxiliar pais e mães nessa trajetória pessoal e familiar, definiu-se três pilares para o programa: o autoconhecimento, a autotransformação e o autoamor.

Altiva Foco em Pessoas

Abaixo, descrevermos cada um deles com mais detalhes, buscando demonstrar o conceito e o seu papel dentro do contexto.

Os três pilares da Incubadora de Pais
Autoconhecimento
Conceitualmente, “autoconhecimento” significa “conhecimento de si”. Traduzindo em outras palavras, autoconhecimento é a busca pela realização de algo que torne o indivíduo mestre de si mesmo, ou seja, um ser humano melhor. A partir do da aquisição do conhecimento pessoal, o ser humano inicia uma trajetória pessoal de identificação e reconhecimento de seus pensamentos, suas crenças, seus valores, seus sentimentos e suas tendências de comportamentos que estão arraigados na personalidade e nos nossos hábitos que repetimos no nosso cotidiano. Todo esse arquivo de informações pessoais é conquistado lenta e gradativamente por meio da nossa conscientização de tudo o que se passa em nosso íntimo.
A predisposição para conhecer-se melhor abre para o indivíduo infinitas possibilidades de crescimento e melhoria, além de possibilitar o alcance do bem-estar pessoal, da estabilidade emocional e da autoestima. É uma busca de equilíbrio constante por meio da identificação do que realmente carregamos, seja positivo ou negativo, mas com o intuito real de examinar o mapa de nossas sombras com a finalidade de transformá-las também em luz. Dentro da tríade da Incubadora, o autoconhecimento constitui a estância intelectual e consciencial do processo. Está relacionado ao pensar.

Altiva Foco em Pessoas

 

Autoamor
Etimologicamente, a palavra “amor” vem do latim “amoré” e se refere ao sentimento de afeição, que impele as pessoas para o que se lhes afigura belo, digno ou grandioso¹. O amor é o sentimento mais puro que o homem pode desenvolver em seu interior e que dá origem a muitos outros sentimentos e virtudes. Osho² afirma que “o amor é o alimento da alma. Assim como a comida é para o corpo, o amor é para a alma. Sem comida o corpo enfraquece, sem amor a alma enfraquece”. Sem o amor, nossas vidas seriam totalmente vazias e sem razão de existir. Na verdade, é o amor que dá sentido às nossas vidas.
Mas, como nós podemos amar o outro se ainda não cultivamos o autoamor? Se não nos amamos incondicionalmente, corremos os riscos de nos tornamos dependentes do amor dos outros para termos a sensação falsa de que estamos felizes e realizados. Para não cair nessa ilusão, precisamos cultivar muito o autoamor em nossas vidas, reconhecendo nossas virtudes e mazelas e acolhendo quem realmente somos.
O autoamor anda junto com o autoconhecimento. A partir do momento que nos abrimos e nos entregamos para nos amarmos, iniciamos, paralelamente, uma trajetória rumo ao autoconhecimento. Um não caminha sem o outro. Se nos amamos, nos abrimos e nos descobrimos cada vez mais. Conhecendo a nós mesmos, somos capazes de nos acolhermos e desenvolver o amor próprio. Na tríade dos pilares escolhidos para sustentar o trabalho da Incubadora de Pais, o autoamor representa a relação afetiva conosco e com os outros, estando diretamente ligada ao sentir.

Altiva foco em Pessoas

Autotransformação
A autotransformação é o último passo e que significa a “transformação de si mesmo”. A partir do conhecimento de si e do desenvolvimento do amor próprio, o indivíduo tem condições de dar um passo à frente e agir frente a tudo que necessita mudar. Nesse sentido, o termo autotransformação se refere à ação propriamente dita que favorece o indivíduo a explorar o território pessoal na busca de seu próprio aperfeiçoamento. É todo o movimento que encaramos de desbravar a nossa própria riqueza emocional para fortalecer o que temos de positivo e substituir o que é necessário por algo melhor.
Nesse sentido, podemos considerar a autotransformação como um processo contínuo, gradual e ilimitado de mudanças que podem ser realizadas por meio da abertura gradativa da consciência individual, nos aproximando cada vez mais dos nossos reais pensamentos, sentimentos e atitudes que sustentam o nosso Eu Real. Assim, o principal objetivo da autotransformação é utilizar aquilo que ainda carregamos de negativo em nosso interior para gerar algo positivo e recompensador. Na tríade, a transformação de si mesmo assume o papel de movimento, ação, fazer, querer.

Altiva foco em Pessoas

Com base nesses três pilares é que o programa da “Incubadora de Pais” da Altiva Foco em Pessoas foi estruturado. A ideia aqui é possibilitar ao indivíduo a oportunidade de desenvolver-se sob um olhar sempre focado na realidade, mas sob as lentes certas para  ressaltar a luz que possuímos e acolher as sombras que ainda carregamos.

Altiva Foco em Pessoas

Quem aceitar esse desafio e encarar o processo de transformação individual colherá frutos que ultrapassam o limite da individualidade humana. Mas, alcançarão a harmonia mais valiosa que podemos ter, com a sua família.

Quer saber mais sobre a Incubadora de Pais da Altiva Foco em Pessoas, acesse a página do programa ou entre em contato pelo e-mail altiva@altivapessoas.com.br

 

 

¹ Dicionário Michaellis disponível em <http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=amor>
² Osho (The Dhammapada: The Way of the Buddha, Vol. 5, Discurso #5) disponível em <http://www.osho.com/pt/read/featured-articles/other-myself/love-yourself-and-watch>