Um desafio sempre atual: a família

A educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces. (Aristóteles)

Nunca se discutiu e falou tanto sobre a importância da educação e da família para o desenvolvimento da criança. Por outro lado, nunca a busca pela satisfação pessoal e do prazer estiveram tão em evidência quanto agora. Por causa desse momento tão turbulento e de mudanças tão drásticas nos valores comuns, cresce a evidência do papel da família e dos pais na formação do ser humano, na esperança de que a humanidade não caia no precipício das ilusões. Hoje, a Altiva Foco em Pessoas continua a abordar o tema família, mas com o foco no desafio da manutenção e fortalecimento dessa instituição tão antiga e necessária para nós, seres humanos, nos dias de hoje.

Isso porque, apesar de há muito escutarmos grandes estudiosos como Piaget, Edgar Morin e Paulo Freire ressaltarem a importância da educação infantil para a formação de uma sociedade melhor, nos perdemos nessa trilha no século XXI. Vivemos hoje em uma sociedade que está cada vez perdendo seus valores e princípios, criando verdadeiras aberrações de comportamento e sentimento que influenciam e distorcem as reais necessidades do ser humano.

Todo o tipo de vício é incentivado subjetivamente pelos meios de comunicação. A educação, que deveria ser o foco da família, é claramente terceirizada e transferida para a escola ou para outros profissionais. E para complicar ainda mais, pais e mães desconhecem a verdadeira razão da família, que é de pura renovação e transformação. Primeiramente de nós mesmo, para a nossa melhoria interior, para nos tornar seres humanos melhores para nós e para os outros. E em segundo plano, do outro, das nossas crianças e jovens, que são nossos tutelados nesse mundo.

Assim, dentro do contexto do terceiro milênio, pais e mães devem se esforçar para oferecer aos filhos mais que assistência material. Devem auxiliar no desenvolvimento do caráter de seus filhos, sendo constantemente o exemplo de atitude e de comportamento para eles e livrando-os das más influências e dos vícios. Devem ser como a bússola que mostra o caminho, mas que não os livram de seguir seus caminhos, fornecendo amor, amizade, carinho, compreensão e diálogo em todos os momentos da vida.

A família nesse contexto

Se formos analisar os relatos de pessoas do nosso cotidiano no nosso dia a dia (ou até mesmo nossas histórias pessoais), é fácil perceber que todos nós possuímos afinidades com alguns membros familiares, mas com outros nem tanto. Nossas famílias são, muitas vezes, a reunião de seres com quem ainda temos muitas dificuldades de relacionamento. Tudo isso nos possibilita aprender e reduzir, por meio da convivência, o volume e o tamanho dos espinhos existente nessas relações.

Nesse sentido, não podemos alimentar ilusões de que vamos ter a família “perfeita”. Vamos ter a família perfeita para nós, aquela que realmente precisamos para trabalhar as nossas necessidades, as nossas mazelas. É por isso que cabe aos pais estarem bem atentos com relação às posturas que assumem diante dos fatos e da realidade. Além das adversidades existentes no mundo exterior, os pais de hoje necessitam compreender e estarem atentos a todas essas variáveis que impactam e influenciam na formação dos novos adultos e das famílias para que, assim, sejam capazes de superar todas as barreiras que se entreponham em sua missão.

E agora?

Para cumprir a sua missão, os pais precisam se dedicar, ter paciência, muito amor e renúncia, além de muita atenção e discernimento para seguir em frente. Mas, na hora das dificuldades, vale a pena resgatar algumas coisas para auxiliar a dar força para passar para a próxima fase. Não é assim no vídeo game? Você faz algo, ganha um bônus e mais um pouco de força para continuar? Nossa vida é assim também, mas nem sempre conseguimos ver como podemos nos reequilibrar. Veja algumas dicas para você fazer isso.

  • Recupere seu propósito de família

A principal ação para não perder o ânimo na sua missão perante a criação dos filhos é relembrar o que lhe fez constituir a família. O que a sua família representa para você? O que está construindo com suas ações? Muitas vezes nos perdemos no turbilhão do dia a dia e acabamos nos esquecendo do real motivo que a família possui em nossas vidas. Você constituiu família com um propósito. Lembre-se dele sempre. Ele dará sustento para continuar a caminhada.

  • Reviva bons momentos

Não há coisa melhor quando a crise ou as dificuldades batem à nossa porta do que rever momentos felizes de nossa vida. Ainda mais momentos com a família. Ver os sorrisos, os abraços, as alegrias que vivemos juntos levanta o astral e nos ajuda a relembrar o verdadeiro motivo que nos fez chegar até esse momento. Você pode aproveitar o momento para reunir a família e ver as fotos juntos, trabalhar as memórias do grupo e com isso você reavivar também os sentimentos coletivos nos momentos vividos.

  • Celebre as vitórias, celebre a família

Sempre que possível, celebre a sua família. Celebre a sua(seu) esposa(o), seus filhos, sua casa, o amor que vocês carregam no peito. Uma coisa que fazemos muito pouco é celebrar, comemorar a vida. E quando fazemos isso estamos fechando ciclos, preparando-nos para outros, fortalecendo e reconhecendo nossos esforços. Celebre a sua família, pois ela com certeza é o bem mais valioso que você possui.

Gostou desse post? Faça seu comentário e deixe suas sugestões de temas que você gostaria de ler aqui no blog da Altiva Foco em Pessoas.

E já que você tem interesse no tema “família”, aproveite e leia o postQual é a base da família?” publicado anteriormente. Nele discutimos como e por que os pais são o alicerce da família.

Para informações sobre o programa Incubadora de Pais da Altiva Foco em Pessoas, acesse a página do programa no nosso site http://altivafocoempessoas.com.brservicos/vida-mais-familia/incubadora-de-pais/.